A dieta milagrosa de Kate Middleton

Olhando para a Kate Middleton, duvidamos que algum dia viesse a ser gorda, mesmo sem dieta, mas a mulher do príncipe William revela que também teve de 'fechar a boca' para recuperar a forma após o nascimento dos dois pequenos príncipes.

Ora, nós fomos vasculhar e descobrimos que quem lhe afinou a silhueta foi a nutricionista Louise Parker, que cobra a módica quantia de cinco mil euros por mês para devolver aos pacientes a forma perdida.

Como não estamos em tempo de gastos, deixamos aqui o que conseguimos descobrir acerca da dieta da princesa.

 

Esqueçam o 'não pode comer pão', 'não pode comer gluten', 'encha-se de sementes e de frutos secos'. A médica de Kate é a favor do equilíbrio. No entanto, privilegia a proteína, como carne, peixe, tofu, ovos e alimentos com baixo índice glicémico.

Ou seja, o ideal é comer um prato de carne ou peixe com legumes, mas se não resistir a uma sobremesa, é preferível, por exemplo, comer uma dose de pudim do que uma barra de cereais, apregoada no supermercado como super saudável.

Além da alimentação, a nutricionista sugere exercício físico moderado, de 30 minutos por dia, ou uma caminhada de dez mil passos e mais 15 minutos de exercício. Depois, é só dormir bem (sete a oito horas por dia) e ser uma pessoa feliz. Sim, porque o negativismo é inimigo da balança.

Tudo isto, segundo Louise, vai fazer com que o seu metabolismo funcione melhor e, em conjunto com uma alimentação saudável, vai fazer com que perca os quilinhos indesejados.


Deixe um comentário